Pesquisa

Pesquisa personalizada

BeRuby

BeRuby
Aqui o Irritado já experimentou e comprovou! Ganhem dinheiro apenas navegando na internet!

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Irrita-me Profundamente Médicos de Família


Se existe classe trabalhadora que me irrita profundamente são os médicos de família. Cada vez que penso que devia ir ao médico de família para começar a fazer umas análises e para ver como estou, perco logo a vontade só de pensar no que vou encontrar, primeiro porque não tenho médico de família e segundo porque hoje pode calhar-me um e amanhã outro. Quando me refiro a médicos de família, só me refiro a estes, e não às restantes especialidades, apesar de haver por aí muita besta em outras especialidades, mas na especialidade de clínica geral, deve ser onde caem todas as bestas que não querem ir para outras especialidades e então faz como que ainda sejam mais estúpidos com os pacientes do que qualquer outra especialidade. Claro que há exceções, mas já se estão a reformar ou já morreram.

Um curso de medicina é uma coisa difícil de se fazer e de entrar, por isso achava que as pessoas que frequentam medicina geral tivessem um mínimo de gosto por aquilo que fazem e que tratassem os pacientes com atenção e carinho, em vez de desprezo e indiferença. Isto também poderá dever-se ao facto de quem entra para medicina, é escolhido por exames/notas e nunca por testes psicotécnicos. Isto verifica-se em muitas outras profissões. Por exemplo, psicologia. Existe com cada estrupício em psicologia!

No final das consultas dá vontade de perguntar ao médico de família se sabem de que cor são os olhos dos pacientes, pois geralmente, não tiram os olhos do papel, enquanto escrevem as maleitas todas que vamos desbobinando ou aquilo que precisamos. Mas isto é uma técnica para o governo reduzir custos. Os médicos são umas bestas, então as pessoas deixam de ir, adoecem, morrem e pronto, a longo prazo é menos uma reforma que se paga e menos custos com doentes. Vejo-me obrigado a fazer um seguro de saúde para puder ser atendido um pouco melhor e acima de tudo, pelo menos, mais bem compreendido. O lixado é que só os médicos de família é que passam baixas, para evitar as fraudes, mas cada vez há mais baixas fraudulentas, então de que serve só serem passadas pelos médicos do estado??

Além disso os médicos gozam de um “estatuto” que lhes permite fazer birrinhas e não ser colocados em sítios que não gostam. E é por isso que no interior de Portugal, um médico é um oásis. Já os professores são deslocados para todo o lado, tal como os caracóis, têm de andar de casa às costas. E pergunto, os professores são menos importantes que os médicos? Não terão sido os professores que ensinaram, educaram e moldaram os aspirantes a médicos? Mas os professores não têm nada a ver com o facto de alguns médicos serem umas bestas, isso está no “sangue” deles.

Srs. Drs., não custa nada fazer o vosso trabalho com algum respeito e atenção pelo paciente, pois é para isso que se formaram, apesar de não haver disciplinas que ensinem os médicos a serem bons profissionais e a lidarem bem com as pessoas, façam um esforço!

2 comentários:

  1. Tenho um médico de famíliamelhor quemuitos privados.
    Receio a reforma dele ou doença.
    Já pertenci aos sem médico e seicomo é.
    Por enquanto estou super satisfeita. Bom profissional e um amor.

    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, mas são raros os que são realmente atenciosos e bons! Aproveite enquanto o tem como médico de família.

      Bjs

      Eliminar