Pesquisa

Pesquisa personalizada

BeRuby

BeRuby
Aqui o Irritado já experimentou e comprovou! Ganhem dinheiro apenas navegando na internet!

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Irrita-me Profundamente...Greves.


   Irrita-me profundamente greves. Esta semana, Lisboa e Porto, foram palco de várias greves de diferentes transportes públicos e a minha opinião sobre o assunto, é que sou totalmente contra as greves. Acho que apenas servem para enterrar ainda mais o País. Manifestações? Sou a favor, agora greves? Nem pensar. Alguns argumentos utilizados pelas entidade promotoras das greves são as melhorias das condições de trabalho, defesa do posto de trabalho, melhores ordenados, etc, mas à conta disso prejudicam quem? Quem dos transportes públicos precisa para puder meter comida em casa, pagar contas e etc. Querem lesar o Estado com as greves? Mas lembrem-se, quem vocês mais lesam são aqueles que nos últimos tempos têm sido mais lesados e não o Estado. É certo que isto mexe com os dinheiros do Estado, mas afinal, mexe é com os dinheiros de todos nós. Manifestem-se mas sem greves. Só afundamos ainda mais o nosso País. Lutem pelos vossos direitos mas não prejudiquem aqueles que estão ao vosso lado. Lutem nas urnas e não fiquem em casa. Conquistou-se o direito ao voto livre, no pós-25 de Abril, e agora não vamos votar? Enquanto a abstenção tiver uma percentagem maior de "votos" do que qualquer partido, continuarão a reinar os mesmos de sempre e continuaremos a ser roubados e explorados.

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Irrita-me Profundamente Médicos de Família


Se existe classe trabalhadora que me irrita profundamente são os médicos de família. Cada vez que penso que devia ir ao médico de família para começar a fazer umas análises e para ver como estou, perco logo a vontade só de pensar no que vou encontrar, primeiro porque não tenho médico de família e segundo porque hoje pode calhar-me um e amanhã outro. Quando me refiro a médicos de família, só me refiro a estes, e não às restantes especialidades, apesar de haver por aí muita besta em outras especialidades, mas na especialidade de clínica geral, deve ser onde caem todas as bestas que não querem ir para outras especialidades e então faz como que ainda sejam mais estúpidos com os pacientes do que qualquer outra especialidade. Claro que há exceções, mas já se estão a reformar ou já morreram.

Um curso de medicina é uma coisa difícil de se fazer e de entrar, por isso achava que as pessoas que frequentam medicina geral tivessem um mínimo de gosto por aquilo que fazem e que tratassem os pacientes com atenção e carinho, em vez de desprezo e indiferença. Isto também poderá dever-se ao facto de quem entra para medicina, é escolhido por exames/notas e nunca por testes psicotécnicos. Isto verifica-se em muitas outras profissões. Por exemplo, psicologia. Existe com cada estrupício em psicologia!

No final das consultas dá vontade de perguntar ao médico de família se sabem de que cor são os olhos dos pacientes, pois geralmente, não tiram os olhos do papel, enquanto escrevem as maleitas todas que vamos desbobinando ou aquilo que precisamos. Mas isto é uma técnica para o governo reduzir custos. Os médicos são umas bestas, então as pessoas deixam de ir, adoecem, morrem e pronto, a longo prazo é menos uma reforma que se paga e menos custos com doentes. Vejo-me obrigado a fazer um seguro de saúde para puder ser atendido um pouco melhor e acima de tudo, pelo menos, mais bem compreendido. O lixado é que só os médicos de família é que passam baixas, para evitar as fraudes, mas cada vez há mais baixas fraudulentas, então de que serve só serem passadas pelos médicos do estado??

Além disso os médicos gozam de um “estatuto” que lhes permite fazer birrinhas e não ser colocados em sítios que não gostam. E é por isso que no interior de Portugal, um médico é um oásis. Já os professores são deslocados para todo o lado, tal como os caracóis, têm de andar de casa às costas. E pergunto, os professores são menos importantes que os médicos? Não terão sido os professores que ensinaram, educaram e moldaram os aspirantes a médicos? Mas os professores não têm nada a ver com o facto de alguns médicos serem umas bestas, isso está no “sangue” deles.

Srs. Drs., não custa nada fazer o vosso trabalho com algum respeito e atenção pelo paciente, pois é para isso que se formaram, apesar de não haver disciplinas que ensinem os médicos a serem bons profissionais e a lidarem bem com as pessoas, façam um esforço!

terça-feira, 29 de maio de 2012

Irrita-me Profundamente Dívidas do Estado e das autarquias


   É certo e sabido que as únicas coisas que temos garantido assim que nascemos, é a morte e os impostos, mas isto já se está a tornar muito para além do pressuposto anterior. Desde há um ano para cá, que temos estado em austeridade, pois Portugal, e outros países, têm dívidas externas e internas tão altas que só com um plano destes é que se pode conseguir reduzir essas mesmas despesas. Corrijam-me se estiver errado, mas estas dívidas quem é que as contraiu? Fui eu? Foste tu? Foram os vários governantes que por lá passaram e que gastaram dinheiro tão mal gasto que hoje em dia temos o nosso sistema de segurança social ameaçado, inclusive, eu já não deverei ter reforma face àquilo que virei a descontar. Então o que é feito dos 11% que todos os meses dou a fundo perdido? É para este sistema de saúde miserável?

Adivinhem quem vai pagar as dívidas deles? NÓS!

Recentemente surgiu uma notícia que dizia: As autarquias para puderem receber linhas de crédito e assim puderem pagar as dívidas, terão de aumentas, taxas de saneamento, água, IMI e etc.

Adivinhem quem vai pagar as dívidas das autarquias? NÓS!

É impressão minha ou estes governantes, quer do governo quer das autarquias, são todos uns grandes cabrões e ladrões? Sabem à partida que estão descansados, pois podem roubar, desviar, adjudicar obras ao irmão, etc. e nunca vão ser criminalizados por isso.

As medidas da austeridade são apenas para o lado de cá, pois para o lado de lá, as burguesices mantêm-se. Isto tudo tem a ver apenas com uma classe em particular, os ricos. Esses têm todo o interesse em que isto aconteça para puderem ver aumentada a diferença entre eles e os que menos têm.

Isto parece um discurso com ideias políticos, mas não o é com toda a certeza. É apenas um grito de irritabilidade e de indignação! Eu não estou a ver a luz ao fundo do túnel! Aliás, está cada vez mais escuro!

ESTOU FARTO DE TER DE PAGAR AQUILO QUE NÃO CONTRAÍ!

Todos estamos fartos de pagar as despesas dos outros. Se em nossas casas as nossas entradas de dinheiro devem ser igual ou superiores às saídas para se conseguir fazer face ao dia-a-dia, porque é que no Estado e nas autarquias, eles podem dar-se ao luxo de gastar aquilo que não têm? E ainda por cima, depois vêm cobrar impostos extra e aumentar bens e serviços só para puderem atenuar a merda que fizeram. Será que não há ninguém que meta um travão nisto?

Governantes,

vocês têm de reduzir as vossas despesas,
vocês têm de reduzir os vossos ordenados,
vocês têm de ser transparentes nos contratos que celebram,
vocês têm de gerir o País ao cêntimo,
vocês têm de criar receita e incentivos à criação de emprego,
vocês têm de se deixar de merdas e deixarem de ser ladrões!

Será que um político honesto é uma utopia? Ou será que os políticos/governantes são meramente fantoches dos grandes grupos económicos do PSI20? E estes fazem e desfazem o que quiserem sem se preocupar com quem está no poder.

A culpa não é deste primeiro-ministro, este é mesmo um fantoche. A culpa vem de trás! Mário Soares, Aníbal Cavaco Silva e muitos outros são os verdadeiros responsáveis e deviam estar presos ou aniquilados. Enterraram o País e atualmente vêm com falsos moralismos para cima de nós? O Sr. Silva, na altura em que foi primeiro-ministro, rebentou com a agricultura e agora quer que os jovens se voltem para a agricultura? Para quê? Será porque temos uma política de agricultura que funciona? Será porque temos incentivos para cultivar? Será porque se acontecer um desastre natural e se perderem as culturas, teremos os apoios devidos? Será por causa disto que o Sr. Silva quer que voltemos à agricultura?

Este País está a tornar-se tão mau que os próprios emigrantes estão a voltar aos Países de onde vieram. Os mais flagrantes, são os brasileiros. A economia do Brasil está a subir muito, graças ao trabalho do Lula e, atualmente, da Dilma, que os brasileiros preferem voltar e ajudar o País a crescer do que ficar aqui na miséria. Mas também vos digo, se todos os emigrantes voltarem para os seus Países de origem, o desemprego não ia baixar. O Português não gosta de trabalhar. Não são só os governantes que têm culpa, mas o Português também. Recusam-se a fazer determinados trabalhos em Portugal, preferem estar no Centro de Emprego a receber subsídio do que ir trabalhar, preferem viver de rendimentos sociais de reinserção e muitas vezes acumularem empregos com subsídios. E para não falar nas baixas médicas fraudulentas, que são passadas pelos médicos do Estado. Isto é, mais uma prova de que os de lá ajudam ainda mais a encavar tudo isto! Para ajudar à festa, temos um Estado que ajuda pessoas, como os ciganos, com casas e etc. e estes não contribuem para a economia, enquanto que temos pessoas realmente carenciadas que não recebem qualquer ajuda e estes sim, contribuem para a economia, pagando impostos e etc. Além disso, as casas dadas aos ciganos, novas, passados alguns anos, já podiam ser demolidas, porque estão completamente degradadas e vandalizadas. É para isto que eu pago impostos? Vão-me acusar de xenofobia?

Chega de dinheiro mal gasto! Acho que estamos todos fartos desta situação e não vejo melhorias a longo prazo. O desânimo é geral, mas também vos digo, se nos entregarmos à depressão, mais depressa nos afundaremos, por isso temos de nos unir cada vez mais, e não falo em greves, porque estas só afundam mais o País. Falo em trabalhar e combater a corrupção! Mas em contrapartida, se todos os Portugueses se unissem e não pagassem impostos durante dois meses, aí sim, eles viam o que era bom para a tosse!
Tal como os pinguins se juntam todos para se proteger do frio e depois vão-se revezando, nós temos de fazer o mesmo, temos de nos unir e proteger uns aos outros, pois vêm aí muito friooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo!


Cumps.

segunda-feira, 30 de abril de 2012

Irrita-me Profundamente...Os títulos Académicos.


   Irrita-me profundamente os títulos Académicos. Toda a gente sabe que Portugal é um país de títulos, Sr. Engenheiro para aqui, Sr. Dr. para ali. Todas as pessoas têm de estar catalogadas, nem que seja, "Ah, eu apenas tenho a 4ª classe". O mais curioso, é que nos bancos fazem questão de perguntar qual o título que se quer que eles coloquem no cartão multibanco ou de crédito, para quando pagamos as nossas compras, as pessoas que nos atendem poderem tratar pelo título. Outra coisa que adoro é tratarem grande parte dos "licenciados" por Dr, como se a licenciatura fosse algo que conferisse mais inteligência a alguém...em muitos casos, acontece precisamente o contrário...apenas ficam mais formatados que um disco rígido!
 c:\format c:"
   Outra pérola, consiste quando as pessoas se apresentam a outras dizendo: "Bom dia, sou o Dr. Gervásio" ou "Boa tarde, daqui fala o Eng. Soestrova". Mas será que estas pessoas não têm respeito pelos paizinhos que tanto trabalho tiveram para lhes escolher um nome e registá-lo? Eu sei que existem pessoas que têm nomes estranhos, mas daí a trocá-los por Dr ou Eng ou etc.
   Pior que isto tudo, são aquelas pessoas que alguém os trata por Dr. ou Eng. e não o são, mas não desmentem. Por minutos, gostam de ficar com um título emprestado.
   Daqui para a frente, agradecia que os seguidores deste blog, se é que eles existem, me tratassem por:
 Sr. Eng. Arquitecto Dr. Irritado Profundamente!

Muito obrigado!

Cumps.